Você está na Unidade:

Cursos
Acompanhe


Olá
Este é seu primeiro acesso. Por favor, altere sua senha:
Senha:
Confirmar senha:

Caros amigos,

Em 27 de outubro de 2011, esta instituição completou 60 anos de muita força, maturidade e presença no mercado. Acredito firmemente que melhoramos, com o passar dos anos, sabendo combinar a experiência com a manutenção de um espírito jovem e curioso, ingrediente essencial da criatividade e da inovação.

Fiquei muito feliz em poder contemplar, nas comemorações de nossos 60 anos, que cada aluno, professor e colaborador tinha um brilho espontâneo no olhar. Senti que em todos se manifestava a esperança de um futuro ainda melhor para nossa Escola. Certamente, assim estavam as mentes e corações de nossos fundadores, no dia 27 de outubro de 1951.

Conforme muitos conhecem, a ESPM foi fundada por um grupo de publicitários, profissionais de veículos de comunicação (que ainda não era chamada de mídia) e anunciantes – como um curso dentro do Masp (Museu de Arte de São Paulo) – a convite do seu curador, o professor Pietro Maria Bardi.

Foi uma das primeiras escolas de propaganda do mundo. E, provavelmente, uma das únicas em que tanto os diretores quanto os professores eram profissionais praticantes das matérias que lecionavam.

Ao longo de seis décadas – mais tempo do que a idade dos nossos alunos, como também da maioria dos seus pais e mães –, a ESPM não perdeu esta característica: aqui ensina quem faz, e nós, diretores, assim como os professores, temos relações profissionais criativas e duradouras com todas as instituições do mercado pelo que ensinamos – Propaganda, Marketing, Comunicação, Design, Relações Internacionais e Jornalismo. Nossa missão é associar a criatividade do nosso alunado com as competências de gestão indispensáveis àquilo que um dia foi chamado de “vencer na vida”, mas que consideramos como a conquista da felicidade, fazendo o que se gosta e sendo bem remunerado por isso.

Saibam que a palavra educar vem do latim “ex-ducere”. Significa colocar para fora o que de belo e produtivo se encontra, potencialmente, dentro de cada um dos nossos alunos. Uma curiosidade: o contrário de “ex-ducere” é, claro, “in-ducere”, tornando-se no português a palavra induzir. Enfiar as nossas ideias, convicções e preconceitos goela abaixo e cabeça adentro nos jovens que, assim como suas famílias, confiam em nós e escolheram a ESPM como a sua faculdade, definitivamente isso não é educar.

O mundo no qual vivemos – e onde o Brasil começa a ser um player dos mais importantes – não aceita mais tantas fórmulas decoradas e mofadas, que se mostraram incapazes de dar novas soluções aos antigos e novos problemas. Ele precisa de originalidade, inovação, coragem de aprender o que é bom e desaprender o que não presta. Necessita de energia e juventude, mas também requer experiência esclarecida e confiança dos mais velhos na capacidade dos mais jovens. Queremos ajudar a formar pessoas que precisem, sintam, tenham senso crítico e saibam discernir. Que façam a diferença!

Isso, caros amigos, acho que podemos prometer-lhes. Vamos caminhar juntos, nos próximos anos, procurando construir a nova sociedade de que o Brasil carece – mais justa e mais ética –, por meio da nossa competência, nosso talento e nosso sucesso como profissionais e cidadãos.

 

 

Um abraço,

 

J. Roberto Whitaker Penteado
Presidente da ESPM