Alunos da ESPM-Rio criam anúncio com dicas de representatividade para marcas
Home Criatividade

Alunos da ESPM-Rio criam anúncio com dicas de representatividade para marcas

Projeto final criado pelos alunos do curso “Me Representa! Marcas e Representatividade” da educação continuada da ESPM-Rio traz tutorial com dicas de como as marcas devem ser mais representativas.

Negros representam 54% da população brasileira e um mercado consumidor de mais de 1 trilhão de reais. Esses dados estão no anúncio de página dupla criado como projeto final pelos alunos do curso Me Representa! Marcas e Representatividade da Educação Continuada da ESPM-Rio, que será veiculado na edição de agosto da Revista Raça.

 

A peça, intitulada “Tutoriafro”, traz algumas dicas para as marcas se comunicarem melhor com o público negro, que muitas vezes não se vê representado nas ações publicitárias. Ainda que com tom leve e bem-humorado, o texto sugere a reflexão de um assunto sério e atual que é a inclusão do negro na indústria da comunicação. Entre as nove recomendações do anúncio, estão:

 

– Lembre que marca que não é vista não é lembrada. E, público que não se vê, também não faz questão de lembrar da sua marca;

– Entenda que negro não é exótico. Negro é lindo;

– Pense que, para deixar uma mensagem mais clara, talvez seja melhor deixar mais escura;

– Assuma que, se a sua marca é feita para mais da metade da população, a sua marca é negra.

 

As fotos da campanha vieram do nappy – primeiro banco de imagens gratuitas em alta resolução só com pessoas negras. E a ideia é buscar parceria com outros jornais, revistas e mídias digitais para que o anúncio se torne uma campanha.

“A peça traz questões muito relevantes que foram levantadas durante o curso e que nos faz refletir não só sobre a trajetória da comunicação, formação cultural brasileira, mas também da urgência de interlocução, infinitas possibilidades de engajamento a partir da diversidade”, avalia a coordenadora da ESPM-Social/Escola de Criação e idealizadora do projeto, Luciana Cruz.

O curso Me Representa! Marcas e Representatividade, da ESPM-Rio em parceria com a revista Raça, trouxe para a sala de aula debates sobre as influências africanas na cultura brasileira e sua importância para os negócios da publicidade. Pela primeira vez a ESPM usou um corpo docente 100% negro, justamente por ser impactado diariamente pelas questões raciais. A iniciativa rendeu outros resultados positivos. Os alunos do curso criaram o #Pretaria – coletivo de consultoria sobre representatividade negra – e para continuar o diálogo com as marcas e as agências de comunicação, a ESPM-Rio e a Revista Raça lançam em novembro, mês da consciência negra, o Prêmio Raça de Criatividade para a Diversidade de Gênero e Raça, que vai destacar projetos e ações nas respectivas áreas.

“Estamos em um momento de forte discussão sobre as questões raciais no Brasil e uma parceria entre duas instituições tradicionais, Raça e ESPM, promovendo uma ação antirracismo, só ajuda a fortalecer ainda mais o espírito de mudança”, completa Maurício Pestana, diretor da revista Raça e um dos professores do curso.

Fotos do curso “Me Representa”:

Translate