Semana do Jornalista da ESPM-Sul debate papel da profissão
Home Jornalismo

Semana do Jornalista da ESPM-Sul debate papel da profissão

A proposta do ciclo de palestras foi aprofundar a discussão sobre os fundamentos do ofício.

A ESPM-Sul preparou uma programação especial para celebrar o Dia do Jornalista, comemorado no dia 7 de abril. Durante a semana de 2 a 6 de abril, a instituição promoveu debates sobre os princípios e desafios da profissão. O tema da 8ª Semana do Jornalista da ESPM foi “Jornalismo – Agora é a Hora”, inspirado na frase dita por David Letterman para alunos de Oxford. Na ocasião, ele circulava pela universidade na companhia de Malala Yousafzai — ganhadora do Nobel da Paz de 2014 e lançou esta provocação aos estudantes. O evento foi aberto ao público com inscrições gratuitas.

“No mundo em que qualquer pessoa com um celular na mão vira um publisher, os fundamentos da profissão precisam ficar mais claros e acessíveis ao grande público. Esta é a proposta desta edição. Especialmente num ano de eleição, é nosso dever contribuir para o fortalecimento e a manutenção da democracia``, destaca a diretora do curso de jornalismo da ESPM-Sul, Janine Lucht.

Janine Lucht

Diretora do curso de Jornalismo da ESPM-Sul

Na abertura da semana, segunda-feira, dia 2 de abril, ocorreu a palestra “Jornalismo Assistido por Algoritmos: o que muda na profissão”, ministrada pelo professor do curso de Jornalismo da Escola, Paulo Pinheiro. Já no dia 4 de abril, quarta-feira, ocorreu uma ação social com a visita a Associação Comunitária Cristã de Auxílio aos carentes do RS. A atividade é uma parceria do NUVE (Núcleo de Ações e Projetos Sociais ESPM-Sul) junto com os alunos do curso de Jornalismo. O objetivo era apresentar aos estudantes diferentes realidades como forma de sensibilização e ampliação do entendimento do papel e responsabilidade social de todos em suas profissões. “Queremos que os alunos possam observar o espaço, escutar as histórias dos moradores e desenvolver uma matéria que conte um pouco dessa história. Essa reportagem será utilizada para tornar a Associação mais reconhecida, e assim ampliar as possibilidade de ajuda”, explicou a coordenadora do NUVE, Liliane Basso.

Na programação, um dos destaques foi a presença da jornalista gaúcha Maria Paula Carvalho, que tem uma sólida trajetória profissional de quase 20 anos como apresentadora e repórter de televisão, tendo atuado nos departamentos de telejornalismo da TVGlobo e GloboNews, no Rio de Janeiro. A jornalista, que é mestre em Jornalismo político pela Columbia Graduate School of Journalism (Nova York), falou sobre seu aprendizado, sua experiência e desafios à frente desses veículos. Na ocasião, também lançou seu livro “Brasil, a Reconstrução – Caminhos para um Crescimento Sustentável”, fruto de sua experiência no programa Master of Arts in Journalism, da Columbia University, em Nova York. Trata-se de um estudo com foco em política e no combate à corrupção, abordando aspectos relevantes da economia e um diagnóstico das oportunidades para o país, num mundo globalizado. A palestra ocorreu na quinta-feira, dia 5 de abril, na sede da instituição.

Mais sobre os palestrantes:

Maria Paula Carvalho é mestre em Jornalismo político pela Columbia Graduate School of Journalism (Nova York); mestre em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2009) e bacharel em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1996). Autora do livro Caravanas da Identidade – por dentro da maior reportagem do Brasil e perto dos brasileiros (2010). Autora da master thesis: Brazil, is the future Now?, analisando a situação econômica e social do Brasil, com foco em política e no combate à corrupção. Há quase 20 anos é apresentadora e repórter de televisão, tendo atuado nos departamentos de telejornalismo da TVGlobo e GloboNews, no Rio de Janeiro. Iniciou a carreira na RBS–TV de Porto Alegre e TVE – Fundação Cultural Piratini – Rádio e Televisão Educativa. Atuou na equipe de Apresentação Esportiva dos Comitês Olímpico e Paralímpico Rio 2016. É membro do IVOH – Images and Voices of Hope – um diálogo internacional sobre mídia como agente de transformação global e de sua versão brasileira, o IVE – Imagens e Vozes da Esperança.

Paulo Pinheiro é professor com experiência trabalha há mais de 10 anos na área. Leciona atualmente na ESPM-Sul nas disciplinas de Criação Digital (PP), Produção para Web (PP), Mobilidade e Aplicativos (PP) e Cibercultura (Jornal). Trabalhou como coordenador de Comunicação do SIMERS (Sindicato Médico do RS). Foi editor de capa do portal ClicRBS durante três e também foi editor de capa do Terra, pelo mesmo período de tempo. No Terra participou da cobertura das Eleições de 2002 e das Olimpíadas de 2004 na Grécia. Também participou com destaque da cobertura dos atentados de 11 de março de 2004 em Madrid. É especialista em Joomla, o premiado gerenciador de conteúdo (CMS). Tem domínio de linguagens voltadas para criação de sites como HTML e CSS. Também é especialista em Google Adwords.

Translate