Master Custom Class

4 semestres

Home Pós-Graduação

Master Custom Class

Coordenador

Artur Motta

Course Attendees

Still no participant

Descontos para ex-alunos

Descontos para ex-alunos

Desconto especial para ex-alunos concluintes ESPM, mais informações, consulte nossa Central de Relacionamento.

(11) 5081-8200 (opção 1) ou e-mail: relacionamentojt@espm.br

Documentos obrigatórios para a matrícula

Documentos obrigatórios para a matrícula

  • RG e CPF (originais)
  • Histórico original de curso superior
  • Diploma de curso superior reconhecido pelo MEC, com carga horária mínima de 1600 horas-aula. Na ausência do diploma, o estudante poderá entregar certificado, atestado ou declaração de conclusão de curso com a descrição da data de colação de grau, qual será aceito temporariamente, ficando sob a responsabilidade do estudante a entrega posterior do referido diploma (originais)

No caso de diplomas internacionais, é necessária a sua tradução juramentada, consularização pelo Brasil no país de origem e revalidação, de acordo com a Resolução nº.8, de 4/10/07, do Conselho Nacional de Educação (CNE), disponível em: http://portal.mec.gov.br

Cancelamento ou adiamento do curso

Cancelamento ou adiamento do curso

O curso poderá ser cancelado ou adiado por falta de quórum, com até 24 horas de antecedência da data prevista para seu início.

  • Na hipótese de cancelamento, serão devolvidos 100% do valor pago, por meio de depósito em conta bancária indicada pelo PARTICIPANTE endereçado ao e-mail processospossp@espm.br, em até 10 (dez) dias úteis após indicação dos dados bancários.
  • Na hipótese de adiamento, serão devolvidos, MEDIANTE REQUERIMENTO EXPRESSO do PARTICIPANTE endereçado ao e-mail processospossp@espm.br, 100% do valor pago, também por meio de depósito em conta bancária indicada por ele, em até 10 (dez) dias úteis após indicação dos dados bancários.

A ESPM não se responsabiliza por quaisquer outros valores que eventualmente tenham sido despendidos pelo participante, seja a que título for, tais como passagens aéreas ou rodoviárias, combustível, hospedagem, etc., em virtude do cancelamento ou adiamento do curso.

Sistema de Avaliação das Disciplinas

Sistema de Avaliação das Disciplinas

Ao término de cada disciplina ficará disponível ao aluno a prova presencial, seguindo as orientações disponíveis no ambiente de cada disciplina. Os alunos poderão realizar as provas nas seguintes localidades:

  • Em quaisquer campi ESPM (São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul)
  • Em local e data a serem informados nas cidades de Brasília, Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Recife e Salvador

 

As provas presenciais serão realizadas aos sábados, em data e horário previamente informados. Para realização da prova presencial o aluno precisará se inscrever em uma das datas disponíveis no calendário de provas. Nas cidades onde há Campi ESPM haverá periodicidade mensal para oferta de datas de provas presenciais; nas demais cidades, as provas ocorrerão em março, junho, setembro e dezembro.

 

A prova presencial não precisa ser realizada logo após o término de cada disciplina. O aluno pode, se preferir, acumular disciplinas e realizar uma quantidade maior de provas presenciais em uma única data.

 

A aprovação em cada disciplina é obtida com nota final mínima de 7,0 (sete) e caso o estudante não ultrapasse o limite de 25% (vinte e cinco por cento) de faltas estabelecido por disciplina. Por se tratar de um curso a distância, considera-se falta a não publicação das atividades da disciplina (e não o comparecimento nas webconferências – aulas ao vivo), conforme informações detalhadas no ambiente virtual de aprendizagem.

Trabalho De Conclusão De Curso

Trabalho De Conclusão De Curso

O TCC será desenvolvido com a tutoria do professor Mentor desde o início do curso, mas, assim que concluídos os créditos de disciplinas, o aluno ingressará oficialmente no período do TCC. Durante esse período se dedicará exclusivamente ao desenho final de seu projeto.

 

Ao final do processo o projeto precisará ser submetido à avaliação por meio de uma banca examinadora.

Eventos Presenciais

Eventos Presenciais

Provas Presenciais:

 

Campus Álvaro Alvim

Rua Álvaro Alvim, 123 — Vila Mariana — São Paulo - SP

 

Campus Joaquim Távora

Rua Joaquim Távora, 1240 — Vila Mariana — São Paulo – SP

 

Campus ESPM Rio

Rua do Rosário, 90 — Centro – Rio de Janeiro — RJ

 

Campus ESPM Sul

Rua Guilherme Schell, 350 — Santo Antônio - Porto Alegre — RS

 

Além das unidades ESPM, as provas também serão realizadas nas cidades de Brasília, Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Recife e Salvador, em instalações de parceiros já contratados nos meses de março, junho, setembro e dezembro.

 

O endereço de realização das provas e respectivas datas é disponível no ambiente virtual de aprendizagem.

Rede Temática ESPM

Rede Temática ESPM

Ao final de cada semestre, durante um sábado, ocorrerá em um campus, em São Paulo, um encontro envolvendo todos os estudantes dos cursos de pós-graduação da modalidade semipresencial.

O calendário da rede temática integrará o calendário acadêmico do curso.

Comentários curso

Ainda não há comentários

Como seria o curso de pós-graduação lato sensu que atendesse com mais precisão suas necessidades de aprendizagem? Quais disciplinas fariam parte deste curso? E seu projeto final? Seria um projeto aplicado a um problema de mercado? Ou talvez a produção de um artigo científico?

 

Se você acha que o curso ideal seria aquele em que você pudesse montar a grade curricular, escolher o formato do projeto final para atender suas necessidades de maneira mais certeira, então o Master Custom Class da ESPM é o curso para você!

Trata-se de um curso semipresencial, que lhe possibilita montar a grade curricular com disciplinas selecionadas por você (com auxílio de seu Mentor) dentre as opções do portfólio do EAD ESPM.

 

A ESPM entende que o uso de tecnologias combinado a metodologias diversas de ensino e aprendizagem possibilitam a customização do ensino de forma a otimizar o aprendizado ou sanar rapidamente necessidades específicas de aprendizado. Num modelo de ensino mais flexível e personalizável, estudantes desenvolvem sua própria agenda de aprendizagem e selecionam opções que satisfaçam suas necessidades.

No Master Custom Class da ESPM, é oferecido ao estudante um cardápio com mais de 100 disciplinas que poderão compor um curso de Master desenhado exclusivamente para você. Disciplinas estas que prezam sempre pela visão atualizada sobre os temas e pelo desenvolvimento de habilidades e atitudes profissionais compatíveis com as exigências do mercado de trabalho.

Ao longo do curso o aluno ainda desenvolverá um projeto que terá tema e formato flexível, podendo resultar em um artigo ou em um projeto aplicado, à escolha do estudante. Os temas dos projetos de conclusão de curso serão determinados pelos estudantes, devendo pertencer a uma das seguintes áreas do conhecimento: comunicação, consumo ou marketing digital.

Sem contar os demais benefícios de fazer parte da pós-graduação lato sensu ESPM, como o serviço de coaching de carreira, possibilidade de cursar um módulo internacional em uma de nossas instituições parceiras, além do networking que a experiência pode proporcionar.

OBJETIVO

Facilitar o acesso a aprendizados nas áreas de atuação da ESPM: marketing comunicação, consumo, gestão, tecnologia aplicada, design, inovação, finanças e economia.

O objetivo do curso de pós-graduação lato sensu Master Custom Class da ESPM é o de possibilitar ao aluno a customização do curso de acordo com seus interesses ou de acordo com a sua necessidade de aprendizado.

PÚBLICO-ALVO

Dada a flexibilidade do currículo, composto por disciplinas e formato de projeto de conclusão à escolha do aluno, este curso é direcionado a pessoas que possuam pelo menos dois anos de experiência profissional, graduadas em qualquer área do conhecimento e que desejem aprofundar ou atualizar seu conhecimento nas áreas de atuação da ESPM.

1. MONTE SEU CURSO

O Master Custom Class é um curso de Pós-Graduação Lato Sensu que terá, no mínimo, 480h de duração.

Caso o estudante deseje incluir disciplinas que acrescentem horas a carga horária inicialmente prevista, estas serão tratadas como disciplinas opcionais.

2. QUAL O FOCO DESEJA DAR A SEU TRABALHO FINAL?

O certificado de conclusão e diploma serão confeccionados de acordo com a área de concentração.

Exemplo: Master Custom Class em Marketing Digital

COMUNICAÇÃO

Essa área de concentração se dedica ao entendimento do processo de comunicação (seja direcionado aos públicos B2C, B2B, interno, intermediários ou quaisquer outros públicos de interesse). Estratégia de comunicação, mídia, comunicação integrada de marketing, marketing de relacionamento, avaliação de resultado de comunicação são exemplos de temas pertinentes à área de comunicação.

CONSUMO

Essa área de concentração trata do entendimento do processo de compra e comportamento do consumidor. Jornada do consumidor, buyer persona, processo de aprendizagem, satisfação e lealdade e netnografia são exemplos de temas pertinentes à consumo.

MARKETING DIGITAL

Essa área de concentração trabalha o marketing aplicado à era digital e o processo de planejamento e gestão de marketing digital. Mídias sociais, SEO, inbound marketing, marketing de conversão, digital analytics e o impacto do mundo digital no trabalho de marketing são exemplos de temas relacionados com marketing digital.

3. QUAL PROJETO GOSTARIA DE DESENVOLVER AO LONGO DO CURSO?

PROJETO APLICADO

Será disponibilizado um roteiro e orientação, de acordo com a concentração desejada.

ARTIGO CIENTIFICO

Possível de submissão em congressos científicos ou apresentação em programas stricto sensu.

Desde de o início do curso é importante que o estudante já tenha em mente qual projeto pretende desenvolver. É esse projeto que servirá de base para o desenvolvimento da grade de disciplinas e norteará os temas de maior relevância para cada aluno.

 

O estudante pode trabalhar com um projeto aplicado, como o desenvolvimento de um plano de negócios, o desenvolvimento de um plano de comunicação específico, um projeto aplicado à sua própria empresa, etc; ou por um projeto acadêmico cientifico, como uma pesquisa acadêmica sobre o comportamento de um dado público consumidor, sobre o impacto de diferentes mídias, ou sobre qualquer outra temática que lhe seja relevante (desde que englobada por uma das três áreas de concentração trabalhadas). O projeto acadêmico é interessante para aqueles que tenham interesse em publicações cientificas e/ou tenham o projeto de cursar mestrado/doutorado.

 

Logo no processo seletivo é importante que o aluno já tenha um esboço inicial de qual projeto gostaria de desenvolver, pois toda a grade de disciplinas e toda a dinâmica do curso será norteada pelo projeto que será realizado.

 

Ao longo do processo, porém, caso seja de interesse do aluno, é possível que o projeto seja modificado, editado ou até mesmo substituído por um novo projeto.

 

O projeto desenvolvido ao longo do curso será o Trabalho de Conclusão de Curso de cada aluno.

4. QUEM LHE ACOMPANHARÁ AO LONGO DE TODO PROCESSO?

Assim que o aluno inicia o curso ele será alocado a um professor Mentor. O professor Mentor terá reuniões individuais com cada um de seus alunos. Nessas reuniões o aluno, com auxílio do Mentor, montará sua grade de disciplinas e desenvolverá o seu projeto. As reuniões com o professor Mentor ocorrerão virtualmente, por meio de nossa plataforma EAD em dias e horários agendados individualmente com cada aluno.

 

Desse modo garantimos que a grade de disciplinas de cada aluno seja personalizada de acordo com a necessidade específica de cada um. Além disso, o projeto de trabalho de cada aluno é acompanhado e desenvolvido desde o início do curso, de modo que cada disciplina cursada efetivamente contribua com um novo tijolo para o projeto final.

5. QUAIS DISCIPLINAS DESEJA CURSAR?

Portanto, com o auxílio do professor Mentor, o aluno poderá definir, dentre mais de 100 disciplinas EAD ESPM, quais melhor se encaixam em seu projeto individual. A quantidade de disciplinas cursadas dependerá de cada aluno e totalizará, no mínimo, 32 créditos ou 480horas.

DINÂMICA DAS DISCIPLINAS

Além das reuniões de mentoria e coordenação, cada aluno deverá também participar das disciplinas selecionadas em sua grade. O Master Custom Class contempla 32 créditos de disciplinas, sendo 3 dedicados ao TCC. Para montagem da grade o aluno poderá dispor de mais de 100 disciplinas de todo o portfólio de cursos EAD ESPM.

 

Todas as disciplinas ocorrem por meio da plataforma EAD e possuem no mínimo duas aulas por web conferência (aulas ao vivo à distância) com o professor-tutor para que o estudante possa interagir diretamente e esclarecer dúvidas. Essas aulas serão conduzidas ao vivo, no horário das 19h30, permanecendo gravadas no ambiente virtual de aprendizagem para que o estudante possa assisti-la mais de uma vez ou, no caso de estar impossibilitado de assistir ao vivo, possa assistir à gravação.

 

As provas presenciais nas unidades que não pertencem a ESPM poderão ser realizadas nos meses de março, junho, setembro e dezembro.

20

meses

O curso possui cerca de 20 meses podendo oscilar em função da grade preparada pelo aluno.

2

DISCIPLINAS

Simultaneamente, são realizadas duas disciplinas.

5

HORAS

Cada disciplina requer cerca de 5 horas semanais para estudo do conteúdo e preparação das atividades.

O que você poderá aprender

DESIGN

O objetivo da disciplina é apresentar como os espaços de varejo se desenvolveram nos últimos anos, resultado de uma profissionalização do setor terciário devido à grande concorrência e necessidade de atender as demandas especificas do novo comportamento de consumo. Os pontos de venda se tornaram tão focados, que a identidade arquitetônica e visual, metragem quadrada, os produtos, serviços, localização, perfil do consumidor, preço e distribuição influenciam diretamente no resultado de como será trabalhado o design e sua experiência.

Técnicas de wireframing, prototipação e implementação de estratégias de interação e navegação. Redação para ambientes digitais e convergência de conteúdos, serviços, comunicação interpessoal e entretenimento. Consistência da navegação e da apresentação da informação. Aplicação de princípios da Gestalt e impactos da responsividade das interfaces.

Proporcionar a compreensão da fundamentação teórica e metodológica do campo de conhecimento e atuação em User Experience (UX), e dos tópicos relevantes em estratégias de UX convergentes com o planejamento de marketing e comunicação. Identificar quais são os ecossistemas principais: do usuário e do negócio, e como ambos podem afetar a entrega de valor ao usuário/consumidor.

Compreender a metodologia LEAN e seus artefatos (CANVAS). Proporcionar uma visão abrangente de sua utilização nos fluxos de projetos digitais. Compreender a filosofia e principais protocolos em Design Thinking para desenvolvimento e gestão de produtos. Como LEAN e Design Thinking podem impulsionar a inovação para além de ambientes e ecossistemas convencionais.

Compreender os conceitos e princípios universais de usabilidade como uma medida de qualidade na utilização das interfaces digitais. As normas ISO e as heurísticas de Nielsen, a engenharia de usabilidade, análise heurística e protocolos de usabilidade como think aloud e eyetracking. Apresentar o processo de Quality Assurance (QA) em processos de homologação. Apresentar as metodologias de usabilidade como ferramentas de diagnóstico estratégico para além da validação de interfaces.

Discutir o processo de desenvolvimento de interfaces digitais otimizadas, facilitadoras da interação humano-computador. O design centrado no usuário e os métodos para implementar diagnósticos, conduzir testes e propor soluções. O processo de hierarquização da informação nas interfaces. Conceitos de arquitetura da informação e usabilidade.

ECONOMIA E FINANÇAS

Identificar os principais vieses cognitivos e falácias que originam erros em processos decisórios de negócios, bem como os elementos de contexto que potencializam estes erros; inferir as implicações práticas dos vieses estudados para o contexto profissional e de negócios; e avaliar e selecionar as alternativas mais viáveis e eficientes para a melhoria de processos decisórios individuais e coletivos.

Abordagem contemporânea da visão de bem-estar e felicidade com base nos estudos na Economia Comportamental. Compreender as estratégias para criação de experimentos que testem produtos e intervenções mais eficazes com foco no aumento do bem-estar individual e global. Definir o conceito de felicidade à luz dos ensinamentos da economia comportamental, e criticar suas limitações; desenhar ações práticas para maximização da felicidade individual.

A economia comportamental considera as maneiras com as quais consumidores se comportam em diferentes situações. Este módulo se concentra em vários aspectos do comportamento do consumidor e como fatores emocionais, sociais, econômicos e contextuais realmente afetam o momento de decisão. Há ainda cases práticos e passo a passo sobre como aplicar os conceitos e ferramenta da Economia Comportamental aos tópicos de marketing, e-commerce e finanças.

Abordará a importância e impacto do uso da Economia Comportamental e seus experimentos para criação de ações de impacto na área de Sustentabilidade e Consumo Consciente. Inferir as implicações de conceitos-chave como o da preferência intertemporal para o bem-estar coletivo, individual e mundial.

O enfoque da disciplina tomará como base os principais métodos de estabelecimento de preços em função da disponibilidade da renda do consumidor, bem como ações dos concorrentes, definindo qual deles poderá levar ao melhor rendimento para o negócio e consequentemente, continuidade e crescimento do mesmo. Serão tratados diversos aspectos e conceitos que levarão a formação de preços efetiva, gerando diferencial e competitividade à empresa, através de analises de resultados. A abordagem concentra-se na tomada de decisões em ambientes onde o mercado é altamente competitivo e que exige uma atenção muito grande para se fixar preços dos produtos e serviços.

Este módulo estuda o processo de escolha em psicologia e economia. Entender quando e por que as pessoas se desviam do modelo econômico padrão. Heurísticas e enviesamentos. Teoria perspectiva. Alternativas aos modelos de escolha intertemporal vigentes.

Este módulo dará uma visão ampla das diferentes áreas de pesquisa da economia comportamental, seus principais estudos e fontes de informação. O módulo também abrangerá conceitos básicos de análise de dados para interpretar resultados de seus estudos forma simplificada e capacitar o aluno para uma visão crítica e aplicada da área que será imprescindível no desdobramento em outras disciplinas do curso.

Preferências Sociais é uma área da Economia Comportamental voltada a ampliar as variáveis que são tomadas como determinantes dos comportamentos humanos e investigar o impacto dos outros nas nossas decisões. Discutirá comportamentos como normais sociais, reciprocidade, altruísmo, prova social, entre outros.

GESTÃO DE NEGÓCIOS

Capacitar o aluno na utilização de ferramentas básicas de análise de cenários e gestão de risco, em especial simulação de Monte Carlo, bem como permitir ao mesmo modelar problemas sob condições de incerteza e obter soluções ótimas, através da minimização dos riscos associados.

Conhecer técnicas analíticas que estão aderentes à análise de dados no contexto do Big Data. Conceituar os objetos utilizados em análises de redes e em mineração de textos, compreendendo os principais aspectos e provendo experiência prática na condução de estudos empregando essas técnicas. Apresentar os principais aspectos da relação entre redes e organizações, incluindo os fundamentos da teoria de redes sociais, redes como parte das formas organizacionais, como instrumento metodológico de análise e como conceito acessório de outras teorias. Entender o real conceito e o poder das redes sociais como plataforma de relacionamento. Identificar situações e problemas empresariais em que a modelagem de redes e a análise de conteúdo não estruturado (textos em linguagem natural) são contributivos para a tomada de decisão. Modelar problemas empresariais utilizando modelos de redes e associação de conceitos a partir de textos em linguagem natural. Natural Language Processing (NLP).

Conhecer os conceitos, a abrangência e aplicações da inteligência de negócios em diversos aspectos de negócio. Desenvolver no profissional capacidades de inteligência para tomar decisões que promovam a competitividade das empresas. Discutir a vanguarda das ferramentas e os principais recursos atuais de captura e análise de dados em larga escala.

Conhecer os requisitos para qualidade de uma decisão (decision quality): definição apropriada do problema (framing), alternativas criativas e viáveis, informação relevante e confiável, valores e trade-offs claros, raciocínio lógico e compromisso para ação. Desenvolver, por meio de ferramentas de Análise de Decisão (tais como: diagrama de influência, tabela de estratégias, hierarquia de decisões, levantamento de questões, modelagem em Excel, diagrama tornado e árvore de decisões), racionais para tomada de decisões estratégicas. Tendências de “Qualidade das Decisões” no contexto do Big Data.

Saber identificar oportunidades em UX, transformando-as em um negócio lucrativo a partir da criação de empresas ou novos produtos e serviços. Ferramentas e metodologias úteis ao empreendedor e o cenário de empreendedorismo no Brasil. Políticas e sistema de apoio ao empreendedorismo.

A maior concorrência explicita a importância dos gestores empresariais a se relacionar e negociar com seus atuais clientes e prospectar e recrutar novos clientes e a buscar a expansão dos seus negócios. A disciplina visa atualizar os conceitos e métodos relacionados ao franchising na teoria e na prática. Iremos discutir a franqueabilidade de um negócio e a formatação de uma franquia.

Compreender o contexto dos dados oriundos de fenômenos ocorridos no espaço geográfico. Identificar problemas e situações de gestão e decisão em que há componentes de natureza espacial em que as ferramentas de inteligência geográfica podem ser utilizadas. Usar ferramentas de exploração e análise geográfica para geocodificar, organizar, descrever e representar dados geográficos de maneira a transformá-los em informações úteis para a tomada de decisão. Incorporar dados geográficos oriundos de fontes secundárias às aplicações e bases de dados já existentes nas empresas. Conceituar a evolução e o estado-da-arte do marketing geográfico no contexto dos bancos de dados geográficos, cloud computing e Geo Big Data.

Apresentar ao aluno as principais técnicas de modelagem e captura de dados em ambientes corporativos (bancos de dados relacionais) e via web (informações pouco ou não estruturadas). Introdução à linguagem de consultas estruturadas a banco de dados (SQL). Elaborar modelos informacionais, identificando entidades e relacionamentos, empregando a notação dimensional (modelo Star Schema).

As interações dos sistemas digitais com os funcionários e equipamentos permitem aumentar a velocidade e a confiabilidade das operações, reduzindo custos. Este ambiente de convivência chamado de Sistemas Físico Cibernéticos (Cyber Physical Systems) deu origem à indústria 4.0 e, por consequência, à logística 4.0. Na logística do varejo, são adotadas boas práticas no Ponto de Venda (PdV), voltadas para a gestão de fornecedores, controle do inventário da loja, sistemas de recebimento de mercadorias, definição de janelas de entregas, organização de prateleiras (planograma), sistemas de reposição automática (Vendor Managed Inventory), gestão da demanda, dentre outras, que associadas às tecnologias existentes e emergentes ampliam o valor do produto e/ou serviço para o cliente. Assim, esta disciplina tem como objetivo abordar a gestão da cadeia de suprimentos, tendo como foco as práticas logísticas do varejo, alinhadas aos conceitos da logística 4.0, indicando suas vantagens e pontos de atenção.

Aprofundar os conceitos referentes ao fator humano no contexto atual, visando ao autoconhecimento e à transformação em um gestor de pessoas e de mudanças. Adquirir informações para influenciar, desenvolver, comprometer pessoas e construir equipes, refletindo sobre a conduta e o comportamento dos indivíduos na organização.

Aprofundar os conceitos referentes ao fator humano no contexto atual, visando ao autoconhecimento e à transformação em um gestor de pessoas e de mudanças. Adquirir informações para influenciar, desenvolver, comprometer pessoas e construir equipes, refletindo sobre a conduta e o comportamento dos indivíduos na organização, fazendo paralelos com estudos das Ciências Comportamentais.

As diferentes ferramentas de suporte e gestão de redes e os aspectos jurídicos da relação. Discutir e analisar as estratégias e planos de expansão, instrumentalizando os alunos para que os conceitos estudados possam ser aplicados na prática àqueles que queiram expandir seu negócio, analisando os processos de franqueabilidade e ajudando a desenvolver planos de negócios em redes de franquias nacionais e/ou internacionais. Iremos discutir os desafios do treinamento em redes de franquias, pensar nas técnicas de prospecção de candidatos e processos seletivos e na análise dos indicadores de desempenho de vendas.

As redes de varejo se apoiam cada vez mais no uso intensivo de tecnologia para alavancar suas vendas diretas; usando para isto inteligência digital que os capacite a interpretar em formato 360 graus os seus clientes e o ambiente em que estão inseridos. A correta aplicação desta tecnologia que passa por IoT, Big Data, sistemas preditivos baseados em Business Intelligence (BI), reconhecimento de face entre outras soluções, poderão em curto prazo desenhar um cenário previsto de consumo para estas redes (locais e globais) e direcionar melhor os esforços de vendas e dimensionamento físico: loja, estoques, logística e distribuição entre outros atributos. A disciplina objetiva discutir a dinâmica destes processos na dimensão digital, aplicando-os às redes de varejo deste formato.

Conhecer a natureza das informações necessárias para suportar os processos de
formulação estratégica e, de definição das principais decisões de marketing das organizações. Conhecer as ferramentas, metodologias e requisitos para qualidade de uma decisão. Saber aplicar o processo para a elaboração e execução de um plano de ação. Criação de uma organização que aprende através do uso de metodologias e tecnologias de Gestão do Conhecimento.

Conhecer as diversas técnicas de análises quantitativas utilizadas na gestão empresarial moderna para a solução de problemas mercadológicos. Saber aplicar tópicos como inferência estatística, estatística descritiva, modelos probabilísticos de previsão e de auxílio à tomada de decisão.

A força de vendas é um grande diferencial competitivo para as empresas na acirrada disputa pelo mercado, em particular para o segmento varejista.
A sondagem, o planejamento, a apresentação e o fechamento da venda seguem um rigoroso alinhamento de informações que precisam ser trabalhadas para a maximização dos resultados. A disciplina alia questões estratégicas e táticas, necessárias para o desenvolvimento do profissional que deseja atuar com eficácia na área de negócios. Seu conteúdo aborda as tendências atuais nesse universo, ressaltando-se as características da área e as estratégias que podem gerar diferenciais competitivos para a organização, bem como as ferramentas que permitem um estreitamento da relação cliente-executivo de contas.
O foco das aulas é permitir uma melhor interação entre conhecimentos teóricos e práticos, facilitando, por meio de exemplos de mercado, um maior entendimento sobre os assuntos abordados. Ao final da disciplina, os alunos elaboram um planejamento de vendas, no intuito de aplicar os conceitos apreendidos.

As vendas no varejo pela internet crescem a níveis surpreendentes, sempre acima da média das vendas no varejo tradicional. Esse fenômeno mundial insere, a cada dia, mais empresas em um revolucionário canal de negócios. Para atuar nesse contexto, as organizações buscam profissionais com visão estratégica e capacidade de adaptação aos novos desafios e oportunidades proporcionadas pelo ambiente digital, que agreguem valor às estruturas existentes e inovem constantemente.

HUMANIDADES

O foco desta disciplina objetiva capacitar a gestão estratégica e discutir os novos papéis do capital humano no varejo 4.0. A disciplina quer fornecer e desenvolver as habilidades e competências na gestão de equipes de gestão, atendimento e vendas nos diversos canais varejistas. Discutir novas práticas de gestão de pessoas que visa qualificar os profissionais do setor para a gestão e direção de equipes comerciais.

Compreender o processo de liderança em equipes, o papel do líder como inspirador, facilitador e evangelista em UX e ciclos de inovação. Gestão de Produto X Gestão de Recursos em projetos ágeis (LEAN). Alinhamento da gestão de pessoas à estratégia de negócios. Desenvolver a capacidade de negociação, liderança e motivação para a gestão de demandas conflitantes da equipe e pessoas. Gestão de competências e perfis multidisciplinares. A implementação de indicadores de performance, avaliação de resultados e comunicação de feedbacks.

MARKETING

Estamos na era da gestão do conhecimento e da inteligência estratégica. Os profissionais precisam estar atentos e gerenciar um ciclo cada vez mais dinâmico de mudanças e tendências de comportamento e consumo e as disrupções nos segmentos de mercados em particular, trazidas pelas novas economias, pelas novas práticas de consumo e pelas tecnologias na vida das pessoas. Há uma carência de profissionais capacitados a ler, analisar e interpretar esses insights e propor estratégias inovadoras e criativas com foco nas demandas e expectativas de um mercado dinâmico e de prosumers mais empoderados. O consumidor é mais experimentador e transita de estilos de vida, gostos e interesses. É fundamental o profissional de marketing acompanhar, monitorar e antever as “janelas estratégicas” e futuras de oportunidades que constantemente se abrem dentro desse cenário dinâmico e global.

Compreender como os fatores culturais influenciam o comportamento do consumidor/usuário, e como o estudo antropológico auxilia no entendimento das subculturas de consumo. A Etnografia Convencional e Digital (Netnografia), como método para a pesquisa de contextos de uso e mapeamento da experiência e jornada do usuário em ambientes digitais.

Esta disciplina visa gerar uma visão crítica e profunda sobre a cultura e as relações de compra e consumo de bens nas sociedades contemporâneas. Visa discutir a importância de entender consumidores como pessoas e de praticarmos e gerarmos a empatia em relação ao outro e a diversidade de modos de agir, pensar e organizar a vida cotidiana, em particular as crenças, atitudes e as práticas de compra e consumo, as atribuições de sentido e significado simbólico e cultural que envolvem estas crenças e práticas.
Com o olhar interdisciplinar da Semiótica a disciplina visa aprofundar a visão de como a comunicação, o design e o consumo criam narrativas, pontes e vínculos de sentido entre produtos e marcas e seus usuários. O conteúdo fornece bases para o profissional de CX entender melhor esta dinâmica cultural acelerada e acompanhar e entender melhor a importância das pesquisas etnográficas e em particular da netnografia e do social listening para melhor compreensão das apropriações, usos e significações culturais que as pessoas fazem dos diversos canais, e dos bens e serviços em circulação na sociedade contemporânea.

Apresentar ao aluno aplicações típicas lideradas por Chief Marketing Technologists em diversos mercados verticais, envolvendo dados estruturados e não estruturados no apoio à tomada de decisão. Envolver o aluno em estudos de casos em que a construção de cenários de decisão é fundamental. Discutir a essência da mudança ou adaptação de paradigma de decisão que projetos não convencionais envolvendo Big Data trazem para os profissionais de marketing.

Desenvolver no profissional capacidades de inteligência para tomar decisões que promovam a competitividade das empresas. Uma empresa competitiva é capaz de manter e/ou ampliar uma posição sustentável no mercado em que atua. Essa disciplina visa a promover o estudante tais capacidades, apresentando modelos em negócios aplicados a realidades de mercado e discutindo a vanguarda das ferramentas e processos de coleta e análise de informação.

UX como estratégia de branding – a marca a partir da experiência. O foco na utilidade e entrega de valor efetiva – mínima e agregada - de produtos e serviços digitais. Arquitetura da Informação e consistência de marca. Métricas de audiência e UX. Métricas de Conversão e UX. Aplicações e limitações do teste AB.

Compreender os principais fatores que determinam o comportamento do consumidor e o processo de tomada de decisão na compra de produtos e serviços.

Promover a reflexão sobre as motivações e experiências dos usuários e audiências no ambiente multiplataforma e omnichannel. Entender como a cultura digital impactou o comportamento humano, as relações interpessoais e mais especificamente seus hábitos de consumo, compartilhamento, edição e criação de conteúdo com o uso dos dispositivos móveis e das novas tecnologias. Entender a fundo as relações dos consumidores com as empresas e marcas e o que mudou no seu mindset e comportamento de compra: mapeando, analisando e entendendo as interações e as jornadas destes usuários e consumidores omnichannel em diversos contextos, momentos e plataformas, analisando em profundidade como se comportam e quais suas demandas, tarefas e dores ao longo desta jornada.

Apresentar estratégias e metodologias de CIM utilizando os diversos canais de comunicação, para assegurar que todos os contatos feitos por uma marca com o seu cliente-alvo para divulgar produtos, serviços sejam relevantes e consistentes ao longo do tempo. A integração dos dados corporativos, o mix de ferramentas e a gestão de equipes multidisciplinares para a atuação em projetos.

Comunicação Interativa, Iterativa e Incremental X Comunicação Convencional – diferenças e convergências. A prevalência do conteúdo, a utilidade da informação e as novas estratégias de marketing com foco em UX. Marketing de Conteúdo, o Funil de Vendas e a conversão.

Apresentar os conceitos de consistência e transparência em comunicação e sua aplicação. Conceitos de Arquitetura da Informação que auxiliam e viabilizam o diálogo omnichannel em canais convencionais e digitais. Como implementar o omnichannel através de estratégias de UX.

Dominar o conceito de tendências/trends e a abordagem de pesquisa e inovação em Consumer Insights. Saber utilizar as ferramentas de identificação e análise de tendências. Conduzir projetos de Consumer Insights a fim de gerar inspiração e inovação nos negócios. Saber aplicar de modo prático e lucrativo nos negócios os insights e inspirações com base em estudos comportamentais. Novas ferramentas de pesquisa (etnografia, netnografia, imersão, home visit, observação, curadoria de conteúdo, co-criação). Tipologias com base em drivers e nova segmentação do consumidor no contexto do Big Data.

A disciplina visa identificar, acompanhar e aprofundar as análises, highlights e insights sobre as mudanças recentes, as novas pautas e tendências emergentes que vêm impactando e modificando hábitos, valores, práticas e experiências de compra e consumo dos novos consumidores. A disciplina quer discutir a importância de acompanhar, mapear e analisar o comportamento de novos segmentos e públicos de shoppers, e as intersecções dos drivers e gatilhos de mudança socioeconômicas, as variáveis demográficas e atitudinais e o impacto das novas tecnologias sobre os estilos de vida e o comportamento de consumo destes novos shoppers.
A disciplina, seus conteúdos e análises visam ajudar os estrategistas e consultores do segmento a acompanhar, prever e mapear as novas pautas, mudanças e práticas de compra e consumo e entender o mindset dos shoppers da nova era.
A disciplina busca estudar e antecipar o impacto dos novos cenários e ciclos econômicos, das mudanças sócio demográficas, os novos modelos comportamentais e estilos de vida e, em particular, discutir como os facilitadores tecnológicos e a transformação digital têm um papel transformador e disruptivo no mindset de compra e na cultura de consumo, analisando em profundidade o pipeline de compra e as novas jornadas do consumidor mobile. Discussões que ajudam varejistas e indústria a pensar ações mais assertivas e customizadas que atendam as demandas e expectativas dos seus clientes finais.

Muitas vezes em nossa vida, não percebemos o que acontece com as nossas atitudes durante a inclusão da tecnologia no nosso dia a dia. Pessoas interagem conosco fornecendo bons recursos sem limite de tempo e horário, por celular ou computador.
Estas transformações sociais acontecem por diversos motivos, o principal motivo para estas transformações não está na tecnologia, mas sim no ser humano. Nesta era de transformação digital do marketing, onde o CRM virou Social CRM, muitas empresas ainda estão ligadas ao CRM como forma de se relacionar com o cliente no comportamento de consumo. O mercado mudou, pois o comportamento das pessoas mudaram com a inclusão das novas tecnologias. A disciplina busca demonstrar as principais estratégias de comportamento de consumidor em CRM, Programas de Coalisão de Pontos, Réguas de Relacionamento, Life Time Value, Análise de BI e entendimento do novo mercado da geração Y. A construção desta nova visão do ambiente de mercado digital, trouxeram novas necessidades em entender o comportamento tanto individualizado quanto geral dos consumidores do mercado, por clusters de mercado. Pretendemos criar pensamento estratégico e capacitar no processo de estratégias para CRM neste novo mundo digitalizado.

Muitas empresas e marcas hoje se preocupam em monitorar a imagem e reputação das marcas nas redes sociais, mas poucas se preocupam em ouvir, engajar e ser responsiva criando consistência na comunicação e consistência na oferta de serviços e experiências durante sua jornada. Esta disciplina visa discutir as abordagens e técnicas para ajudar a criar, planejar, entregar e gerenciar serviços e experiências relevantes e uma maior percepção de qualidade e excelência ao longo dos diversos pontos de contato com seus usuários e clientes, criando agilidade responsiva, agendas colaborativas e aumento da confiança para manter relacionamento mais duradouros e sustentados.A disciplina quer investigar e discutir novas e mais eficazes práticas para aumentar o share of trust e o share of heart dos clientes, seu grau de satisfação e seus sentimentos positivos e percepção de qualidade percebida.

O jeito de pensar do design está decodificado e disponível para que qualquer profissional possa criar produtos e serviços que sejam desejáveis pelo cliente, tecnicamente possíveis e viáveis financeiramente. Para isso é preciso colocar o ser humano e o usuário no centro do projeto estratégico do design. A disciplina apresenta conceitos e cases e permite que os alunos “aprendam fazendo”. Em grupos, podem conhecer e praticar os pilares, a cultura e as ferramentas do design thinking e do design de serviços. Os desafios são identificar e entender as oportunidades por trás dos problemas e descobrir as verdadeiras dores, expectativas, anseios e insatisfações do cliente. Nas aulas, os alunos terão a oportunidade de experimentar mais de duas dezenas de ferramentas que, aplicadas de forma adequada e seguindo um processo, geram os resultados esperados ao longo de cada etapa, sempre alternando momentos de criar divergência e ampliar as opções e momentos de fazer escolhas e tomar decisões.

Mostrar uma visão geral de Digital Analytics e contexto de aplicação. Conhecer as principais técnicas e ferramentas para a otimização de resultados de projetos digitais e campanhas. Promover a compreensão do processo de definição de KPIs para projetos digitais. Compreender o processo de análise e melhoria de resultados e os passos para o desenvolvimento de um plano de ação.
Apresentar conceitos de CRM, com abordagem contemporânea para a gestão de relacionamento em ambiente digital integrado com canais tradicionais. Compreender as estratégias de captação, retenção e recuperação de clientes, englobando o desenvolvimento e aplicação de réguas de relacionamento. Conhecer as principais plataformas e ferramentas para a gestão de relacionamento.

Desenvolver ações e estratégias de inbound e conteúdo mais personalizadas e centradas nas personas do target. No curso o aluno irá aprender como melhor interagir e usar as estratégias de search e SEO, como planejar, criar, formatar e entregar conteúdos customizados para gerar leads mais qualificados, através de ações e ferramentas centradas e relevantes para seus leads e audiências, nos canais próprios da marca e nas redes e mídias sociais. Estratégias responsivas de inbound e content targeting, shopper centric, irão permitir atrair e gerar maior interação e conexão com os públicos de interesse, os atendendo, orientando e inspirando na sua experiência de compra, criando vínculos mais sólidos entre os clientes e a marca, trazendo resultados mais sustentados e gerando maior conversão de vendas para a empresa.

Vivemos a era da segmentação fina e contextual e do marketing de nichos e estratégias de relacionamento e interação one to one. Os profissionais de marketing precisam saber utilizar, de forma estratégica e inovadora, os novos critérios e layers de segmentação para repensar suas estratégias de comunicação e conteúdo, vendas e relacionamento. O mercado exige um novo olhar e os profissionais precisam segmentar de forma progressiva e constante seus mercados para obter relevância nas suas ofertas de valor e engajar seus consumidores e clientes de forma direcionada. Não apenas utilizar os layers e variáveis de segmentação, mas utilizar dados quanti e quali para fazer o perfilamento profundo dos diversos segmentos e arquétipos dos target personas, mas criar e analisar os storylines e timelines do consumo de mídia e do processo de compra de audiências e shoppers.

Compreender as etapas de planejamento dos principais fluxos e demais fluxos auxiliares de interação em plataformas digitais. O que são micro momentos, como mapeá-los. O que são as microinterações ou touchpoints, como são projetadas e implementadas ao longo do ciclo de vida do produto. Touchpoints como gatilhos de inovação e diferencial estratégico em plataformas digitais.

Compreender conceitos fundamentais da gestão financeira, os quais são imprescindíveis no desdobramento em outras disciplinas do curso.

Aprimorar a elaboração de uma estratégia de comunicação que integre os diferentes pontos de contato da marca com seus públicos.

Conhecer as estratégias dos vários modelos de canais de marketing e as variáveis fundamentais para as decisões em vendas.

Hoje novos serviços e os novos canais digitais criados para atender e se relacionar com o usuário são essenciais para garantir uma melhor interação e melhorar as experiências destes clientes. Garantir escalabilidade e redução de custos para os negócios. As empresas precisam reconhecer que todos os canais e os funcionários de front end são responsáveis por melhorar os serviços e a experiência do usuário e cliente. Clientes 4.0 cada vez mais querem participar, gerando feedbacks, reviews e compartilhando suas histórias e experiências. Construir e gerenciar estes canais digitais não é uma obrigação das marcas que estão no seu processo de transformação e consolidação digital. A disciplina tem como objetivo mostrar a importância da criação e integração destes multicanais e plataformas, alinhando o tom de voz, a linguagem e o fortalecendo o compromisso e a posição da marca e os desafios de capacitar profissionais e usar tecnologias para facilitar estas interações e fortalecer relações duradouras e consistentes com seus usuários e clientes.

Possibilitar a aquisição e a ordenação dos conceitos fundamentais de gestão de custos e preços visando a sua aplicação na prática dos negócios.

As operações eficazes do varejo 4.0 exigem a integração entre canais e tecnologias, e os sistemas devem fornecer dados de inventário em um formato padrão. As entradas devem apresentar visibilidade de ponta a ponta em lojas, nos seus centros de distribuição e junto a seus fornecedores e fabricantes, visando sempre reduzir custos ao varejista e garantir melhor experiência de compra aos clientes. A disciplina tem também como meta discutir os novos canais e formatos e a gestão integrada e estratégica do novo varejo 4.0, as novas tecnologias aplicadas ao varejo online e as estratégias digitais. Discutir os desafios de um varejo multicanal e híbrido na questão de identificação de públicos e clusters, localização comercial e análise de pontos e mix de produtos e gerenciamento de categorias nos canais. Discutir a gestão multicanal as ferramentas e práticas para construir e fortalecer modelos mais omnichannel e integrados.
Uma vez que mais clientes e shoppers têm acesso e estão mais bem informados sobre variáveis de valor, preços e características da categoria e produtos e serviços oferecidos é essencial a empresa ser capaz de oferecer melhores informações e conteúdos sobre os produtos e serviços e manter o bom cumprimento das suas promessas no que diz respeito à cadeia de abastecimento e valor e no seu atendimento e relacionamento com estes clientes nos canais digitais. O varejo 4.0 não pode apenas querer. Integrar sua loja virtual à venda física e ao marketplace, mas saber integrar a posição e a missão da marca neste ambiente omnichannel.

Cada vez mais as pessoas usam tecnologias para economizar tempo, dinheiro e esforços e obter melhores resultados e de uma forma mais rápida e eficiente. A disciplina quer discutir e entender melhor o potencial dos últimos avanços e tendências das tecnologias de informação e comunicação focadas a serviços dos usuários e clientes: As tendências emergentes e consolidadas do big data, inteligência cognitiva e artificial, machine learning, do cloud e mobility, dos wearables, do VR e da internet das coisas (IoT), entre outras. A disciplina quer discutir os avanços e resultados que estas tecnologias cada vez mais acessíveis e personalizadas estão trazendo para a sociedade, as empresas e, em particular aos usuários destes novos processos e ferramentas.

Inteligência de Mercado com Foco em Customer Intelligence tem como objetivo desenvolver o pensamento crítico, possibilitando uma visão integrada das mudanças do macro ambiente, dos mercados, da estratégia da empresa e de suas ações. A disciplina foca na busca das informações necessárias e utilização de modelos analíticos para tomada de decisão. Nessa disciplinas serão discutidos o macro ambiente, a arena competitiva e a corporação, buscando o equilíbrio entre os desejos dos mercados e as necessidades dos negócios; utiliza a lógica do balanced scorecard para a elaboração de modelos de business intelligence para a definição de métricas de negócio conectadas à estratégia, discute o uso da informação para a tomada de decisão em mercados com alto nível de rivalidade, utiliza-se de exemplos e casos para a sistematização prática de conceitos abstratos.

Com o aumento da competição, a margem para erros reduziu drasticamente. É fundamental para o gestor contemporâneo analisar os sinais do mercado em conjunto com a estratégia para a tomada de decisão e discutir a importância estratégica da execução baseada em inteligência de dados
Cada vez mais os gestores do varejo precisam usar dados e inteligência analítica e preditiva para tomada de decisões no setor: análise do macro ambiente; análise do ambiente competitivo; análise do ambiente empresarial, Investigação dos concorrentes e análise de tendências e boas práticas em mercados análogos . Investigação da mudança nas práticas de compra e consumo dos clientes e consumidores. A disciplina também visar analisar o uso crescente de dados e informações para a tomada de decisão: dados proprietários, dados de parceiros e dados de terceiros para melhor tomada de decisão. Definição de KPIs para monitoramento e ajuste e métricas de performance.

Proporcionar a compreensão dos fundamentos do marketing ágil (baseado no pensamento LEAN e no mínimo produto viável), e dos tópicos relevantes de um plano de marketing com foco em metodologias ágeis de gestão e produção. Identificar quais são os fatores críticos dos negócios digitais de uma organização que podem impactar diferencialmente a obtenção dos resultados esperados.

Conhecer as principais características do marketing de relacionamento, os elementos que o compõe e os principais resultados que se espera desse tipo de ação; conhecer as principais atividades necessárias à essa atividade, em especial o trabalho de Customer Relationship Management; entender o conceito de Customer Lifetime Value (Valor Vitálicio do Clente) e capacitar o profissional para utiliza-lo de modo a otimizar a gestão de seu portfólio de clientes.

Compreender conceitos de marketing específicos para profissionais e empresas de serviços.

Levar o estudante a compreender os conceitos e as ferramentas de comunicação dirigida e a importância do marketing direto dentro das estratégias mercadológicas das campanhas de comunicação.

Ampliar, organizar e aprofundar o conhecimento quanto aos principais conceitos e modelos alternativos para a formulação de estratégias de competição e de crescimento de negócios e empresas, a partir de uma análise ambiental adequada, e contribuir com a preparação do estudante para a compreensão do ambiente de marketing de forma a suportar o seu entendimento e a crítica sobre os elementos necessários para o gerenciamento do processo de marketing por meio da:

  • Utilização dos principais conceitos de marketing na estratégia e na operação das organizações;
  • Aplicação das principais ferramentas de análise de mercado para a tomada de decisões;
  • Discussão do processo de planejamento de marketing e utilização do plano de marketing.

Na era do marketing 4.0, muitas empresas ainda estão em estágios ligados à gestão do produto, sem perceber que o mercado mudou radicalmente. Para obter sucesso no cenário altamente complexo e competitivo que vivemos, é fundamental entender a nova jornada do consumidor: um ser extremamente crítico, informado e conectado. A disciplina visa demonstrar como criar, comunicar, entregar propostas de valor para e com seus usuários e clientes. A disciplina foca em estratégias de marketing e casos de empresas que obtém resultados superiores utilizando estratégicas customizadas e personalizadas, empáticas e dinâmicas atendendo aos interesses dos múltiplos públicos. A disciplina visa explicitar que consumidores e clientes necessitam ser tratados da maneira que eles gostariam de ser tratados, com canais, ações e mensagens, produtos, serviços e modelos de negócio mais relevantes e atuais que atendam e superem suas demandas e expectativas. Criar um ecossistema e um pensamento estratégico customer centered que envolva não apenas a área de marketing, mas a organização como um todo, no sentido de criar e entregar uma melhor experiência e interação ao longo de toda cadeia e jornada de compra e consumo de seus clientes.

Proporcionar uma visão estratégica de marketing para buscadores. Compreender as táticas e técnicas para otimização dos resultados na busca orgânica, redação de conteúdo, fatores técnicos e de desenvolvimento de reputação. Conhecer o Google Adwords e as estratégias para estruturação, segmentação e implementação de campanhas. Capacitar na aplicação das estratégias de otimização de resultados.

Compreender o processo de avaliação de desempenho em marketing e como selecionar, calcular, explicar e utilizar as principais métricas na tomada de decisão empresarial.

Compreender o modelo tradicional de compra de mídia display e o de compra de mídia programática. Promover conhecimento estratégico e de ferramentas de remarketing, Ad Servers, Ad Networks, Ad Exchanges, DSP, Data Providers, DMPs e rede de afiliados. Conhecer o processo de segmentação do público-alvo, estratégia de dynamic creative optimization e mensuração de campanhas.

Conhecer as etapas de planejamento, ativação e análises de resultados. Conhecer as táticas de persona de marca e atuação com influenciadores. Conhecer a operação de gestão de crises, comunidades, blogs corporativos e produção de conteúdo. Capacitar no desenvolvimento da estratégia e da aplicação de ferramentas para o monitoramento da concorrência, sentimento, engajamento e alcance.

Compreender como a neurociência pode contribuir para explicar o comportamento por meio das atividades cerebrais; habilitar o profissional utilizar essa nova fonte de informação para compreender seu consumidor não apenas por aquilo que é consciente ao consumidor e que, portanto, ele pode expressar; mas também por aquilo que é inconsciente.

As neurociências aplicadas ao marketing oferecem uma nova interpretação do mercado por meio de estudos sobre as reações neurológicas (emoção, memória e cognição) do consumidor perante as marcas, propagandas, embalagens e demais materiais de comunicação. Desta forma, auxiliam as empresas a construírem conexões profundas e duradouras com os seus públicos por meio do entendimento das suas tomadas de decisão, proporcionando insights assertivos para que as áreas de marketing e comercial viabilizem ações efetivas com seus clientes.

Aprender a gerenciar produtos e marcas a fim de transformá-los em vantagem competitiva para as empresas.

As neurociências aplicadas ao marketing oferecem uma nova interpretação do mercado por meio de estudos sobre as reações neurológicas (emoção, memória e cognição) do consumidor perante as marcas, propagandas, embalagens e demais materiais de comunicação. Desta forma, auxiliam as empresas a construírem conexões profundas e duradouras com os seus públicos por meio do entendimento das suas tomadas de decisão, proporcionando insights assertivos para que as áreas de marketing e comercial viabilizem ações efetivas com seus clientes. A disciplina tem como objetivos: sensibilizar os alunos da importância das reações implícitas do consumidor aos estímulos de marketing. Estimular a abordagem integral do consumidor como ser biológico e psíquico, existindo variáveis fisiológicas e mentais que influenciam e alicerçam seus comportamentos. Inspirar a utilização das neurociências para prever e direcionar comportamentos e atitudes de consumo. Provocar reflexões sobre como as neurociências estão sendo utilizadas pelas empresas, sobre oportunidades e desafios para aumento de performance e redução do custo com comunicação.

Cada vez mais o mindset e o comportamento de compra do shopper no varejo omnichannel são impactados por mudanças econômicas e tecnológicas. A disciplina visa entender os consumidores quando estão em seu “modo shopper” para desenvolver insights que ajudem profissionais de gestão da experiência do consumidor a estreitar a relação shopper x canal e aumentar a conversão das vendas de marcas e categorias. A desconstrução do processo de compra e o entendimento das etapas da jornada servirá como pano de fundo para potencializar cases de gestão de categorias, desenvolvimento de ambientes de varejo, criação de embalagens, promoções e comunicação com o shopper nos pontos de venda.

A disciplina visa mostrar a importância das estratégias do shopper marketing para esta nova era do varejo digital. A disciplina e aulas irão mostrar novas abordagens estratégicas e táticas da aplicação dos conceitos de shopper insights e gerenciamento de categorias a desenvolvimento de marcas no ambiente do varejo físico e virtual. Com foco em identificar os critérios de sucesso na jornada de compra e desenvolver soluções que melhorem a experiência no ponto de venda, vamos avaliar a importância de shopper insights e data analytics no processo estratégico, entender as diferenças que cada canal possui no comportamento dos shoppers e aprender conceitos, ações e ferramentas que podem criar impacto no dia a dia das jornadas dos shoppers, apresentando iniciativas e cases nacionais e internacionais voltadas ao universo de segmentos importantes do varejo: o varejo alimentar, moda & estilo, beleza e farma, eletro e suas vertentes virtuais.

Iremos abordar fundamentos teóricos e práticos da gestão das marcas com uma visão contemporânea e social, num contexto multidisciplinar. As marcas atuais representam um conjunto extenso e diverso de relações que passam pela satisfação de necessidades funcionais, mas oferecem especialmente novas sensações com o uso e a apropriação do seu simbolismo como um elemento de auto expressão. O curso irá discutir os novos benefícios que as marcas devem oferecer, e as complexidades de se construir esses benefícios num mundo diverso, de comunicação pulverizada e onde a criação dos simbolismos da marca se dá cada vez mais pelos consumidores, e cada vez menos pelos esforços das empresas. O curso irá abordar as origens desse contexto, os impactos dele nas marcas contemporâneas e detalhará expectativas dos consumidores com as marcas. Serão também discutidas ferramentas e práticas para a gestão contemporânea da marca.

A disciplina destaca o atual contexto do setor varejista, a competitividade entre as organizações, disponibilidade de novos recursos tecnológicos e a contínua e rápida mudança do comportamento dos clientes. Outro foco é ajudar a estreitar o relacionamento positivo com o cliente, conhecer sua jornada de relacionamento, expectativas e necessidades, condição essencial para o engajamento do cliente em relação às empresas e respectiva valorização das marcas. Também visa oferecer aos profissionais da área de negócios o aprimoramento de seus conhecimentos sobre gestão de marketing e de relacionamento com clientes, abordando os mais modernos conceitos de (social) CRM, apresentando ferramentas e estratégias que preparam a empresa para se tornar competitiva; desenvolver habilidades para gerenciar o marketing de relacionamento nas diversidades do setor Varejista, destacando-se os conceitos de: Jornada do Cliente (OmniChannel e Multicanalidade); Coalizão e CMR (Customer Manager Relationship); Integração do Planejamento de recursos empresariais (ERP), gerenciamento do relacionamento com o cliente (CRM) e gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM); Harmonização da experiência do cliente: loja X comércio eletrônico. A disciplina quer discutir os novos sistemas de gestão automatizada, que ajudam a racionalização nos custos, a padronização de processos, a contínua melhoria e maior agilidade e eficiência dos controles e com isso uma melhor experiência aos clientes, campanhas de marketing harmonizadas (loja física e comércio eletrônico) e, ao final, apresentar as principais tecnologias para a integração dos múltiplos canais de relacionamento e vendas. Apresentar cases/exemplos de como as empresas tem se destacado no setor varejista.

Conhecer os conceitos, as técnicas e ferramentas de segmentação de mercado, parâmetros que levam à formação de comunidades com base convergência de crenças e atitudes. Construção de Buyer Personas com base em perfil de consumo e convergência de modelos mentais. Aplicação e utilização de Buyer Personas em estratégias de negócios digitais.

Proporcionar uma visão estratégica de UX em convergência, incremento e complementação para estratégias de SEO - marketing para buscadores. Compreender as táticas e técnicas de arquitetura da informação que podem auxiliar e potencializar o marketing digital. Analisar as interfaces e ambientes de mídia digital e social de acordo com parâmetros da experiência do usuário. Entender a experiência do usuário em mídias sociais. Entender as estratégias de “Call to Action” dentro da perspectiva de UX.

Esta disciplina tem como objetivo fundamentar os conceitos de trade marketing e importância da gestão de canais de marketing para o sucesso no varejo 4.0. O trade marketing tem papel fundamental na construção da estratégia de canais e no planejamento de clientes, tanto varejistas como distribuidores. O intuito é entender as principais atividades da área de Trade, sua importância para as organizações e os distintos estágios de desenvolvimento nas empresas no Brasil. Com as mudanças no comportamento do shopper, a jornada do consumidor se tornou mais complexa e isso exige das empresas uma integração entre canais de marketing e de comunicação, uma estratégia integrada para os canais físicos e digitais para ter uma execução perfeita nas lojas.
Em um varejo omnichannel, o trade marketing tem suma importância em estabelecer a estratégia de canais e de seus segmentos, definir a melhor rota de mercado e alavancar a disponibilidade de produtos e serviços para satisfazer as necessidades e expectativas dos shoppers. A disciplina visa definir dos conceitos de trade marketing, channel marketing e customer marketing e as sinergias com as abordagens e atividades de shopper marketing. A importância da estruturação das equipes de trade marketing para as organizações e distintos estágios de desenvolvimento nas empresas. O seu papel na definição da estratégia de canais, nas estratégias Go to Market e na gestão de conflitos entre canais. A disciplina também aborda o planejamento de trade marketing, planos de canais e clientes e o calendário promocional, os indicadores de execução e desempenho e ações de merchandising.

Apresentar conceitos de UX e construção de ambientes digitais como “dashboards” para ferramentas e ambientes de CRM, com abordagem contemporânea e em integração com canais tradicionais. O CRM e o confronto com o Omnichannel. Compreender como as novas tecnologias em CRM impactam na experiência do usuário. Refletir sobre a automação de plataformas e implementação de “bots”.

Mostrar uma visão ampla e atual de como digital analytics e behavioral targeting se tornaram ferramentas estratégicas nas empresas para otimização de campanhas digitais, desenvolvimento de novos produtos, estudos de comportamento de clientes, vendas e tecnologia. Mostrar a importância do data drive marketing, do marketing de automação e das novas ferramentas para monitoração, coleta e análise quantitativa e quantitativa, a relevância do real time para o processo de análise e captação de insights visando a melhoria contínua dos resultados estratégicos e táticos da empresa. Conhecer e compreender o uso de tecnologias e softwares, técnicas e métricas analíticas no contexto do digital e do ambiente big data. Conceituando e compreendendo os principais aspectos, práticas e processos na condução das análises de redes, clusters e do text mining. Como as empresas estão organizando times multidisciplinares - as salas de performance – para organizar, cruzar e analisar dados da web, redes sociais, dados internos, demográficos, atitudinais e comportamentais de compra dos usuários e consumidores a fim de transformá-los em conhecimento estratégico para a tomada de decisão.

MATEMÁTICA

Apresentar o conceito de ciclo de vida dos dados aplicando o mesmo na gestão de projetos. Associar projetos com o planejamento estratégico. Conceituar, descrever e decompor a estrutura analítica de um projeto. Definição de métricas e medidas para gestão e acompanhamento de projeto. Entender os dilemas e desafios que precisam ser gerenciados durante a condução e implantação de projetos – principalmente envolvendo equipes multidisciplinares e contextos com dados não estruturados e Big Data.

Permitir ao aluno a obtenção de conhecimentos essenciais na área de modelagem quantitativa, para utilização nas demais disciplinas. Os tópicos incluem modelagem estatística de dados, noções de modelagem e resolução de problemas em planilha eletrônica e softwares de computação científica (R e Python), otimização de modelos e introdução à análise de resultados sob condições de incerteza.

TECNOLOGIA

A disciplina visa discutir os princípios e padrões de design de interação desenvolvidos para auxiliar os usuários e consumidores na interação, e o melhor uso e controle das interfaces, canais e pontos de contato ou dispositivos ou aplicativos da marca. O design de interação e as ferramentas e processos de UX auxiliam na interação entre os usuários/consumidores e os canais e dispositivos, mas na concepção de novas interfaces com base em testes de avaliação ou histórico de uso de seus usuários
Nas aulas os alunos irão discutir a importância do desenvolvimento e de projetos consistentes de UI, no sentido de acompanhar e antecipar as necessidades de seus diferentes perfis de usuários e garantir que as diversas interfaces e touch points contenham elementos user friendly, de fácil acesso e utilização, eficientes e intuitivas, e que não gerem fricções, dores ou perda de tempo aos usuários. Mostrar a importância de pensar no aprimoramento contínuo da experiência do usuário e ajudar as marcas a gerenciar melhor o atendimento e relacionamento com os usuários nos diferentes dispositivos, plataformas e canais proprietários e nos canais sociais de interação com a marca.

Mostrar uma visão geral de Digital Analytics e o contexto de aplicação. Promover a compreensão do processo de definição de KPIs para projetos digitais. Conhecer as principais técnicas e ferramentas para a otimização de resultados de projetos digitais e campanhas.

Compreender os conceitos e propostas de definição para o escopo metodológico e prático da Arquitetura da Informação, como parte da atuação e job description dos profissionais envolvidos em Comunicação Digital. Ferramentas de diagnóstico como Card Sorting e Diagrama de Afinidades. Conhecer as principais metodologias, ferramentas e entregáveis de Arquitetura da Informação: matrizes de escopo e funcionalidades, rotulações e técnicas de navegação e prototipação. Compreender como a Arquitetura da Informação torna tangível a estratégia de negócios e viabiliza a gestão do ciclo de vida de produtos e serviços digitais.

Apresentar os principais recursos atuais de captura e análise de dados em larga escala, tais como Hadoop, Spark e bancos de dados NoSQL. Mostrar as técnicas de integração com sistemas tradicionais do tipo banco de dados relacional e as principais arquiteturas utilizadas na implementação de data lakes. A disciplina conclui com um exemplo completo de operação Map-Reduce, essencial para análises em larga escala realizadas via web.

Capacitar o aluno para a programação de sistemas computadorizados utilizando uma linguagem de programação. Contempla Introdução à programação: Introdução a algoritmos, técnicas básicas de visualização, implementação de funções, loops e decisões. Linguagens como R, Python e outras serão utilizadas.

Compreender as estratégias de Gamificação e suas diversas possibilidades de implementações em plataformas digitais. Mostrar como a Gamificação pode ser utilizada como ferramenta de Engajamento em conjunto com outras técnicas e métodos de construção da experiência do usuário. Mostrar, de forma reversa e concomitante, qual é o papel de UX em estratégias de Gamificação e Engajamento.

As operações eficazes do varejo 4.0 exigem a integração entre canais e tecnologias, e os sistemas devem fornecer dados de inventário em um formato padrão. As entradas devem apresentar visibilidade de ponta a ponta em lojas, nos seus centros de distribuição e junto a seus fornecedores e fabricantes, visando sempre reduzir custos ao varejista e garantir melhor experiência de compra aos clientes. A disciplina tem também como meta discutir os novos canais e formatos e a gestão integrada e estratégica do novo varejo 4.0, as novas tecnologias aplicadas ao varejo online e as estratégias digitais. Discutir os desafios de um varejo multicanal e híbrido na questão de identificação de públicos e clusters, localização comercial e análise de pontos e mix de produtos e gerenciamento de categorias nos canais. Discutir a gestão multicanal as ferramentas e práticas para construir e fortalecer modelos mais omnichannel e integrados.
Uma vez que mais clientes e shoppers têm acesso e estão mais bem informados sobre variáveis de valor, preços e características da categoria e produtos e serviços oferecidos é essencial a empresa ser capaz de oferecer melhores informações e conteúdos sobre os produtos e serviços e manter o bom cumprimento das suas promessas no que diz respeito à cadeia de abastecimento e valor e no seu atendimento e relacionamento com estes clientes nos canais digitais. O varejo 4.0 não pode apenas querer. Integrar sua loja virtual à venda física e ao marketplace, mas saber integrar a posição e a missão da marca neste ambiente omnichannel.

Capacitar os alunos no uso dos dispositivos digitais portáteis como ferramenta mercadológica. As características e aplicações do SMS (Short Message Service) e do MMS (Multimedia Message Service) na telefonia móvel, banda larga e transmissão de dados. Serão também discutidas tendências futuras marketing nesse ambiente.

Conhecer o ambiente de negócios, o processo de análise da concorrência e as estratégias empresariais. Proporcionar uma visão abrangente dos componentes da estratégia do marketing e a sua importância nas organizações. O processo de desenvolvimento, seleção, implementação e gestão de resultados do plano de marketing. Diferenciar projetos de marketing em contextos tradicionais dos projetos envolvendo Big Data e informações não-estruturadas.

Desenvolver uma visão estratégica sobre as principais plataformas para a gestão do ativo digital, com aplicação em blogs, e-commerce, conteúdo institucional, multimídia e de relacionamento com o cliente. Inteligência na gestão de conteúdo personalizado, plataformas para o desenvolvimento de apps e conteúdo otimizado para diferentes dispositivos. Os principais critérios técnicos e de negócio para a escolha de uma plataforma e os diferentes modelos de desenvolvimento.

Apresenta os principais conceitos e técnicas associados à gestão da informação no ambiente empresarial, bem como seu constante desenvolvimento, destacando as novas plataformas digitais e o conceito de convergência tecnológica. Propicia visão realista da tecnologia da informação quanto ao seu dimensionamento, sua escolha e adequabilidade à empresa e seu potencial de sustentação dos negócios. Conceituar Data Warehouse. Entender as idiossincrasias e interfaces das áreas de Tecnologia da Informação e Marketing nas corporações. Apresentar o conceito de sistemas integrados de gestão. Apresentar os conceitos de ERP, CRM, OLAP.

A disciplina visa discutir e promover a prática da modelação de novos negócios e as novas abordagens e processos da cultura de inovação colaborativa e aberta que vem ganhando mindshare dentro de start ups e empresas. A partir do estudo de cases de sucesso da economia colaborativa, dos modelos peer to peer e holocracia, a disciplina busca estimular as práticas da co-criação e da inovação open source e dos modelos mais interativos e centradas nos usuários dentro das modernas organizações. A inovação estratégica e tecnológica precisa estar ajustada a criação de valores com foco nas demandas e experiência e mindset desses novos consumidores e com suas demandas e expectativas cada vez mais pontuais, diferenciadas e customizadas.

Internacionalização

A ESPM reconhece a diferença que experiências internacionais fazem na formação de um profissional diferenciado, por isso possui convênio com diversas instituições ao redor do mundo. Você poderá cursar uma parte de seus estudos no exterior, dispondo de cursos de curta e longa duração.

Espanha - Barcelona

EADA - Business School Barcelona

Universidade de Coimbra

Portugal - Coimbra

Universidade de Coimbra

Investimento


  • Matrícula
  • R$ 698,00
  • Parcelas
  • 1X R$ 25.502,00
  • 11X R$ 2.242,49 + 1X R$ 2.253,27
  • 17X R$ 1.538,23 + 1X R$ 1.565,89
  • 23X R$ 1.186,68 + 1X R$ 1.232,32
  • 26X R$ 1.070,66 + 1X R$ 1.099,51
ico-desconto

DESCONTO EXCLUSIVO

50% DE DESCONTO

NO VALOR DA MATRÍCULA

REALIZADA COM ATÉ 1 MÊS DE ANTECEDÊNCIA AO INÍCIO DO CURSO

20% de desconto no valor integral do curso para Alunos e Ex-alunos da Graduação ou Pós-Graduação da ESPM

5% de desconto no valor integral do curso para Alunos e Ex-alunos dos cursos de Educação Continuada e Férias da ESPM

O boleto será enviado todos os meses via Correios, com vencimento no dia 8, e estará disponível também online.

*Pagamento do valor da matrícula no cartão de débito ou no crédito

Crédito e Financiamento

Programas de créditos e financiamento da ESPM

Temos várias opções para você estudar aqui.

Etiquetas :

Educação a distância

Educação a distância

Master Custom Class

Período: Noturno

Aulas: customizáveis

Até 27x de R$ 1.070,66*
* Confira a tabela abaixo

Taxa de Inscrição: R$ 100,00

Translate